“A gente quer comida, diversão e arte”

De aula de dança a desconto no cinema, tudo para o lazer dos(as) portolovers

O incentivo à cultura faz parte do DNA da Porto. Não é à toa que, desde 2015, o Teatro Porto Seguro, localizado no bairro dos Campos Elísios, é um dos espaços culturais que fazem parte da agenda da cidade (o Nosso Porto falou mais sobre o Teatro aqui). 

Durante a pandemia de Covid-19, o Teatro Porto se manteve ativo, com espetáculos on-line, que puderam ser assistidos por pessoas de todos os cantos do País. Com a melhora dos índices relacionados à pandemia, o Teatro Porto retornará com suas apresentações presenciais e uma nova programação em breve. Fique de olho aqui para não perder nenhuma novidade. 

Mas o incentivo da Porto em relação às atividades culturais vai além do Teatro. Até o início de 2020, a Companhia oferecia aos(às) colaboradores(as) diversas aulas de instrumentos musicais, uma parceria com o Teatro Macunaíma – uma reconhecida escola de artes cênicas de São Paulo, além de muitas práticas esportivas como yoga, pilates, muay thai, entre outras.

Cultura na pandemia

Rosilene Melo, da área de Qualidade de Vida, conta que foi um desafio adaptar todas essas práticas para o ambiente on-line quando a necessidade de isolamento social se colocou, mas, ao mesmo tempo, era fundamental mantê-las, ainda mais no contexto em que vivemos.

“As atividades físicas aconteceram até a primeira quinzena de junho de 2021. A partir daí, fizemos a parceria com o Gympass, que oferece uma série de serviços e atende também o pessoal das Sucursais e suas famílias”, explica Rosi. Dentro do pacote do Gympass há vários serviços que vão além das academias, como pilates, aulas de dança e meditação.

As aulas do Teatro Macunaíma também tiveram de se adaptar à nova realidade, mas não pararam de acontecer. Rosi explica que, nessa parceria de muitos anos, a Porto custeia 50% do valor do curso básico de interpretação, voltado a iniciantes. “O teatro trabalha bastante aspectos importantes, além de contribuir para o desenvolvimento das nossas competências, como foco em resultado, visão sistêmica, a oportunidade de se colocar no lugar do outro, parceria e coragem”, detalha Rosi. 

 


Cultura para todos(as)

Com o retorno gradual ao trabalho presencial, outra atividade que volta a acontecer são os bazares fixos. Além da venda de itens produzidos pelas artesãs do Instituto Porto e produtos de empresas como Natura, Mary Kay e Boticário, participa do bazar uma promotora que vende ingressos com descontos para parques como Hopi Hari e Wet’n Wild, e também para cinema e outras atividades culturais. 

“O mais bacana é que é possível comprar ingressos com desconto para a família ou amigos(as)”, anima-se Rosi. “A promotora está conosco às quintas e sextas, justamente quando começamos a pensar no lazer da família no fim de semana”, conclui.  

Comentários

{{comment.parent.comment_author}}
{{comment.parent.comment_date}}
{{comment.parent.comment_content}}
Comentar
{{children.comment_author}}
{{children.comment_date}}
{{children.comment_content}}
Comentar
Ver mais comentários

Matérias anteriores

Algumas dicas para adultos e crianças se divertirem juntos
Em seu segundo ano on-line, o evento transbordou música, gastronomia e leveza
Chef Letícia Massula fala sobre o ingrediente queridinho das festas juninas.